DO CONCEITO DE MESSIAS (O CRISTO) À CRISTOLOGIA

  • Elio Passeto
Palavras-chave: Messias, Cristologia, Ungido, Rei Davi

Resumo

O conceito de Messias (Cristo), rico em significados, sofre evolução ao longo do tempo; primeiro ele é o 'ungido' com óleo, depois cumpre uma função em nome de Deus e se torna uma figura que representa a esperança religiosa da redenção. O anúncio dos discípulos de Jesus, homem-judeu, como o Messias, é tributária do conjunto de vários aspectos da compreensão do Messias presente na tradição do povo judeu fundada nas Escrituras e na sua interpretação. E é, portanto, somente dentro dessa tradição de compreensão plural sobre o Messias que se encontram os meios para melhor entender a proclamação de Jesus como o Messias (Cristo) da fé cristã.

Biografia do Autor

Elio Passeto

Religioso da Congregação de Nossa Senhora de Sion; formado em Judaísmo pela Universidade Hebraica de Jerusalém. Diretor do Institut Saint-Pierre de Sion–Ratisbonne, Jerusalém-Israel. Publica artigos em diferentes revistas, especialmente, na revista El Olivo, em que é membro do Conselho de Redação. Dá cursos em diferentes países sobre a relação entre o Judaísmo e o Cristianismo.

Publicado
2022-08-26
Como Citar
Passeto, E. (2022). DO CONCEITO DE MESSIAS (O CRISTO) À CRISTOLOGIA. CADERNOS DE SION, 3(1), 34. Recuperado de http://ccdej.org.br/cadernosdesion/index.php/CSION/article/view/43